Será que o problema é mesmo o Coronavírus?

March 13, 2020

Nesses últimos dias, sempre que ligarmos a TV, vamos ver uma notícia diferente a respeito do Coronavírus. Pessoas atingidas pela doença, países sofrendo com um esvaziamento das ruas. Um choque na TV nacional e um alerta mundial com a doença. A revista Exame, em uma matéria publicada no dia 12 de março, anunciou 77 casos confirmados de “COVID 19” no Brasil pelo Ministério da Saúde. De suspeitas são mais de 1400 casos.

 

Bom, essa semana uma das minhas empresas sofreu com o Coronavírus. O evento Unleash The Power Within, do Tony Robbins, foi cancelado em San Jose, Califórnia. Foi a primeira vez que o Tony cancelou um evento, em quase 43 anos de carreira. Isso aconteceu porque o governador da Califórnia, Gavin Novasom, declarou estado de emergência no estado há mais ou menos uma semana, e cancelou todos os eventos com mais de mil pessoas como uma medida de segurança. E isso nos afetou.

 

Como o próprio Tony Robbins disse em um vídeo que sua equipe divulgou, “obviamente tentamos de tudo o que podemos preparar para cuidar das pessoas, e superar as expectativas em termos de saúde e proteção, e faremos isso em todos os eventos independentemente daqui para frente, mas, neste caso, não estávamos no controle. Todas as medidas necessárias foram tomadas, fizemos o que estava ao nosso alcance. Mas, mesmo assim, por uma questão de saúde pública, o evento foi cancelado."

 

Durante o dia, conversei bastante com cada um dos nossos clientes que iam para o evento. Tirei suas dúvidas sobre o cancelamento do evento e tentei os acalmar - afinal tem muita coisa envolvida em um evento do Tony Robbins e uma viagem internacional. Eram muitas expectativas, vontades, muitos sonhos, e não é fácil ter tudo isso frustrado tão de repente. 

 

Foi quando eu me dei conta de algo muito intrigante. Os números do Coronavírus são, sim, alarmantes, afinal se trata de uma pandemia. Mas, se a gente pensar bem, tem muito mais gente que morre; empresários, por exemplo – o nosso público específico – que morrem por um ataque cardíaco a cada ano do que com o COVID 19. Morrem de ataque cardíaco porque não cuidam da saúde, porque não se preocupam com a sua inteligência emocional, porque tem uma alimentação desleixada. Porque trabalham horas demais, dormem de menos e passam por um estresse excessivo. 

 

Segundo a revista Exame, o infarto é a segunda maior causa de morte todos os anos no Brasil. Não estou falando de uma epidemia, que vem, que nos surpreende, e então passa. São números que se repetem e que aumentam todos os anos. Só no Paraná, o nosso estado, a taxa de óbito por infarto é de 6,41 para cada 100 mil habitantes. Esse número é bem maior do que a taxa de óbito por Coronavírus, e ainda assim ele não nos assusta de primeira. 

 

Válido lembrar também que há mais mulheres que morrem por Feminicídio todos os anos no Brasil e no mundo, do que por causa do Coronavírus. De acordo com o G1, uma mulher sofre Feminicídio a cada 7 horas no nosso país. Foram de 3 mil mulheres mortas em 2019.

De novo, não se trata de uma doença que se espalha rapidamente e depois é controlada. É algo, infelizmente, comum. Algo do qual precisamos conversar sobre, talvez mais que o Coronavírus.

E, mesmo assim, não vemos um alerta nacional tão forte contra isso.

 

É possível, dentro da minha visão, concluir que existe, sim, uma indústria que lucra com tudo isso, e por conta disso. Alguém está ganhando dinheiro. Alguém perdendo dinheiro. Seja por conta dos itens que ajudam na prevenção da doença, das matérias publicadas e de toda a polêmica que vemos por aí.

 

Por trás de cada epidemia nova tem alguém lucrando. A bolsa caiu, houve desespero com o dinheiro que perdeu, mas também tem muita gente que ganhou em cima de tudo isso. É sempre assim! É como funciona esse mundo em que a gente vive. 

 

Agora, entrar numa neura de não sair de casa, de se isolar do mundo… "Ai, meu Deus do céu! E agora, como é que faz? O mundo para de repente e o coronavírus vai matar todo o mundo?""

 

Esse pânico já aconteceu antes. Já aconteceu com o Ebola, já aconteceu com o H1N1, com a Dengue, a Tuberculose e até mesmo com a AIDS. Só no nosso país encontramos uma lista enorme de epidemias que já enfrentamos. O que a gente esquece é que os homicídios acontecem todos os dias. Não só no Brasil. No resto do mundo também. Assim como o feminicídio, os infartos... São causas de morte todos os anos, são problemas que nós, como seres humanos, enfrentamos todos os dias. Como temos nos posicionado quanto a isso?

 

Nos Estados Unidos, a obesidade e o sedentarismo, matam muito mais do que o COVID 19, por exemplo. Mais de 35% dos adultos americanos são obesos, segundo a pesquisa Trust for Health publicada no relatório State of Obesity, em 2018. É mais do que um terço da população, e os dados só crescem. Mesmo assim, os EUA têm 14 mil lojas de McDonald's abertas. Mesmo assim, tem 19.675 latinhas de Coca-Cola sendo vendidas a cada segundo ao redor do mundo!

 

Isso significa que apenas algumas epidemias importam?

 

O Coronavírus é, sim, algo com que se preocupar. Siga as medidas de prevenção e tome cuidado com os sintomas. É muito importante. Mas como está o posicionamento do resto do mundo quanto aos outros problemas de saúde? Quanto à segurança pública e outras causas de morte nos países?

 

Vamos repensar:

 

Como você tem consumido as notícias da mídia?

Será que temos acreditado em tudo aquilo que é colocado para nós?

Como é que a gente tem utilizado o nosso poder do pensamento crítico, algo que somente a nossa espécie tem?

 

Vamos exercitar o nosso poder de pensamento criterioso. Temos a capacidade de separar o joio do trigo, e isso é valiosíssimo. É como formamos a nossa opinião sobre as coisas. É como vamos nos distanciar da multidão. Deixar de seguir a boiada. Ser protagonista da sua vida. Dono da sua história e das suas opiniões (verificadas).

 

É assim que você pode construir aquilo em que acredita de verdade.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Será que o problema é mesmo o Coronavírus?

March 13, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes

January 15, 2019