P2_Marca_FINAL_VersaoNegativa_Vertical.p
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone LinkedIn
Buscar
  • Caroline Costa

A Arte de Dar Feedback

Atualizado: Set 29

Há um tempo atrás eu estava no aeroporto.


Se você me acompanha nas redes sociais, sabe que toda vez que eu estou no aeroporto, gosto muito de ir às livrarias, ver que revistas que tem lá, livros e novidades. Eventualmente eu acabo comprando um livro, uma revista - ou mais de um, na verdade.


Nessa última viagem, que eu fui para Belo Horizonte, em um treinamento, eu comprei um livro da Harvard Business Review: "A Arte de Dar Feedback: motive sua equipe, melhore sua comunicação e estabeleça objetivos claros".



[CLIQUE NA CAPA PARA VER MAIS DETALHES NA LOJA]


Estou fazendo a leitura dele e é exatamente isso que eu gostaria de compartilhar nesse artigo de hoje. Como, apesar de super importante, muitas empresas não terem como prioridade a Cultura de Feedback?


Não é interessante quando, muitas vezes, um amigo nosso está com um feijão no dente, temos uma resistência inclusive de falar para ele "ó, amigo! Você está com o dente sujo!"?


Temos resistência de dar esse feedback para ele.

Mas são os feedbacks com relação a comportamentos que não estão sendo legais, ou a comportamentos nossos que podem ser ainda melhores, que nos orientam a crescer. E devemos recebê-los de mente aberta, para o nosso próprio desenvolvimento. Isso deve ser algo voltado não para o lado pessoal, mas, sim, para o lado do crescimento.


Então eu quero falar, no nosso artigo de hoje, sobre três estratégias fundamentais para que você melhore a sua arte de dar e de receber feedbacks.



#1 Tenha Contratos Claros.


O combinado não sai caro. Toda vez que você combina algo com alguém na sua empresa, o que você espera? Faça um alinhamento de expectativas. O que você espera dele e o que ele espera de você - seja um colaborador, sócio ou fornecedor. Com isso, será muito mais tranquilo dar um feedback no futuro, porque você poderá referenciar a conversa que tiveram inicialmente.


Se você tem contratos claros com essa pessoa, e ela está te dizendo que precisa que você faça o que foi acordado, como é que você vai tornar pessoal algo que vocês dois concordaram, logo no começo?


#2 Prepare o ambiente


É muito importante ressaltar que o feedback precisa ser constante. Muitas empresas "acumulam" feedback e com isso acabam criando a falsa impressão de que feedback é algo ruim.


Não espere o momento certo para conversar com seu colaborador, sócio, cliente, fornecedor. Crie o momento certo. O feedback não precisa de 1 hora inteira. Muitas vezes cinco minutos, dez minutos focados no crescimento da pessoa que está na sua frente faz toda a diferença.


Caso precise tratar de algo específico, pontual e pessoal que está em desacordo com os contratos claros, faça isso somente entre você e a pessoa que irá receber o feedback.


E lembre-se, se alguém em seu time está se destacando, alimente esta pessoa com um feedback pessoal e também em público.


Afinal,



#3 Feedback é Crescimento


Cultura de Feedback é cultura de crescimento. A palavra "feedback" significa, traduzida do inglês, "alimentar de volta". Quando você recebe feedback, você precisa ter, de maneira clara em sua mente, que a pessoa que está te dando o feedback está te alimentando de volta. Mas e quando foi uma crítica? Entenda que, mesmo assim, ela está te alimentando de volta. Ela está te dando o retorno de um comportamento seu, que você pode ou não ajustar, de acordo com o que você acredita que é certo para você. Mas você recebe uma oportunidade de crescer.

Em segundo lugar, quando você dá o feedback, como você alimenta a pessoa que está na sua frente, para que ela não leve para o lado pessoal, mas se sinta fortalecida por aquilo que você tem a dizer. Obviamente isso envolve maturidade, mas ela deve se sentir alimentada e deve evoluir com o que você levou para ela. Não existe crescimento sem feedback.


Desde pequenos, nós vivemos recebendo feedbacks, tanto em casa quanto na escola. São respostas como "menino, não faça isso, não faça aquilo", ou "trabalhe dessa forma", "isso pode, aquilo não", "tire o dedo do nariz!". Com o passar dos anos, os feedbacks vão diminuindo, ou talvez mudando seu formato. Mas só existe crescimento verdadeiro de empresas, e de pessoas, através de um feedback com amor, respeito, carinho e assertividade.


Espero que esse artigo tenha servido para você. Para que você aprenda a Arte de Dar Feedback em detalhes, e coloque-a na prática, conheça mais sobre nosso treinamento Potencialize Sua Empresa. Clique aqui, e saiba mais.

7 visualizações
Artboard 42 copy 4.png

Contato

ENDEREÇO
CONTATO

Rua Deputado Heitor Alencar Furtado, 3415 - 10º andar  Mossunguê | 81200-110

Tel.png
Whats.png
email.png

Receba nossas notícias e conteúdos!